segunda-feira, 2 de março de 2015

Estados de alma


Há lutas que temos que travar. A luta interior é uma delas. Talvez a mais difícil. Talvez a que mais se impõe. Não é fácil lutar contra aquilo que temos cá dentro, contra nós mesmos. É doloroso. Desgastante. Asfixiante. Deixa marcas, profundas, por vezes. Magoa. Faz chorar. Faz querer desistir a meio. Assusta. Conhecer e lidar com os fantasmas que temos na alma (e todos os temos) pode ser profundamente assustador e perturbador. Mas esta luta é essencial. Mais cedo ou mais tarde temos que a enfrentar. Mais cedo ou mais tarde temos de nos definir. Lutar contra o passado. Lutar contra as consequências das más decisões. Lutar contra as cicatrizes que as mágoas deixaram. Enfrentar e tentar perceber o porquê de tanta coisa. Descobrir o que nos moveu, o que nos trouxe até aqui, o que nos tornou na pessoa que somos hoje. É um processo moroso também. E solitário. Ninguém pode substituir-nos nesta demanda. Só há lugar para nós e para aquilo que somos. Há quem também lhe chame busca espiritual. Não é, de todo, errado. Há já algum tempo que tenho vindo a travar essa luta. Há dias em que venço. Há dias em que não. Não sei quando terá fim. Mas isso não é o mais importante. O mais importante é aquilo que poderá daí advir. A paz e a plenitude que tanto quero alcançar. Já estive mais longe.


7 comentários:

  1. Vais conseguir, certamente que sim :)*

    ResponderEliminar
  2. Não podia concordar mais contigo! A luta interior é sem duvida a mais difícil e muitas das vezes só vê um final quando pedimos ajuda a alguém que nos ajude a desconstruir aquilo que vai na nossa cabeça :)


    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Acho que é importante encararmos a vida just the way it is e viver ao máximo com essas bases, por isso é importante lutar contra o nosso preguiçoso estado de alma de querer mudar o que está mal

    ResponderEliminar
  4. Isto podia ter sido escrito por mim :(

    ResponderEliminar
  5. O importante é o que se aprende nessa luta, com todas a derrotas e todas as vitórias que vamos saboreando ao longo de todo o processo :)

    ResponderEliminar
  6. A maior parte dos grandes objectivos tem sempre obstáculos pelo meio, o importante é saber superá-los. Tenho a certeza que vais conseguir fazê-lo :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar